• Ana Poli

Ingredientes que alimentam a acne fúngica

Atualizado: 17 de ago. de 2021

Se você sofre com acne fúngica, já deve ter percebido que muitos produtos - ou quase todo e qualquer produto - te causam acne. Isso acontece porque o grupo de fungos que causam acne fúngica, conhecido como malassezia, se alimentam de certos ingredientes que são muito comuns em cosméticos e produtos de beleza em geral.


A lista de ingredientes pode ser bem extensa, e algumas vezes é inevitável utilizar algum produto que contenha algum desses ingredientes. Você pode analisar produtos facilmente no site SkinCarisma, mas você pode salvar essa página no seus favoritos e consultar quantas vezes quiser e for necessário, antes de comprar e começar a usar algum produto novo!


ÁCIDOS GRAXOS e óleos

O melhor é evitar ácidos graxos e óleos em geral, porém há alguns que não agravam a acne fúngica. Os que sim alimentam esse tipo de foliculite, são estes:


Ácido undecilênico (C11)

Laurico / Dodecanóico (C12)

Tridecílico (C13)

Mirístico / Tetradecanóico (C14)

Pentadecanóico (C15)

Palmítico / Hexadecanóico (C16)

Palmitoléico / Hexadecenóico (C16: 1)

Margaric (C17)

Esteárico / octadecanóico (C18)

Oléico / octadecenóico (C18: 1)

Linoléico (C18: 2)

α-Linolênico (C18: 3)

Não adecílico (C19)

Araquídico / Eicosanóico (C20)

Heneicosílico (C21)

Behenic / docosanóico (C22)

Tricosílico (C23)

Lignocérico / Tetracosanóico (C24)


A letra "C" acompanhada de número se refere ao tamanho da cadeia de carbono. Note que todos estes ácidos graxos vão do 11 ao 24, apenas. Fora desse rango, outros tipos de ácidos graxos são relativamente seguros para o uso.


ÉSTERES

A questão dos ésteres é um pouco mais complicada, mas vou tentar simplificar ao máximo aqui: um éster é basicamente a combinação de um ácido graxo com álcool ou com glicerol. Quando você usa um produto que contém ésteres na sua pele que tem acne fúngica, o que esse fungo faz é quebrar essa combinação e se alimentar do ácido graxo resultante.


Você pode identificar os ésteres quando o nome de um ingrediente terminar em "ATO". Por exemplo: palmitato de isopropil, decil oleato, estearato de gliceril, e por aí vai.


POLISORBATOS

Polisorbatos são, basicamente, ésteres também. Quando você vê na lista de ingredientes, por exemplo, "POLISORBATO 20", esse número 20 corresponde ao tipo de ácido graxo que foi utilizado como base para esterificar esse ácido. E assim como acontece com os ésteres, o fungo na sua pele é capaz de quebrar essa cadeia e se alimentar dos ácidos graxos.


LEVEDURAS E ÓLEOS FERMENTADOS

Galactomyces é o tipo de levedura fermentada que mais alimenta a acne fúngica. Alguns tipos de óleos também entram nessa lista: fique de olho!


Galactomyces

Galactomyces Ferment Filtrate

Galactomyces Filtrate Ferment

Óleo de rosa mosqueta

Óleo de linhaça

Azeite de oliva

Óleo de girassol

Óleo de argan

Óleo de coco


Essa lista é apenas uma pequena introdução ao tipo de ingredientes que devemos evitar para freiar a proliferação da malassezia, por isso recomendo muito que você utiliza ferramentas de sites como o SkinCarisma para continuar sua pesquisa. O número de ingredientes e variações pode chegar à casa dos 5 dígitos, então seria impossível disponibilizar uma lista de todos aqui.


FONTES


Simple Skincare Science


Sezia